Porto Pisos Elevados

fone topo

Dicas Porto Pisos

1 - Geral
Com a experiência obtida em diversas obras realizadas e objetivando orientar nossos clientes e usuários dos produtos da PORTO PISOS ELEVADOS, recomenda-se o seguinte procedimento.

O piso elevado da Porto Pisos montados tem as seguintes especificações:
Placa em Aço
- Carga Concentrada 450kg
- Carga Distribuída 1250kg/m2

Placa em Aglomerado
- Carga Concentrada 150/250kg
- Carga Distribuída 450/850kg/m2

* Solicitamos que nunca seja excedido estes limites informados, a fim de evitar flechas permanentes ou outros danos irreversíveis ao piso elevado e/ou à sua estrutura. (Utilize pranchas de madeira 15 mm de espessura para transporte de equipamentos sobre o piso elevado).

2 - Uso e Manutenção
Nunca transporte máquinas ou equipamentos que determinem sobre o piso elevado uma carga superior ao da capacidade de suporte do piso. Sempre que ocorrer a necessidade de transporte de máquinas sobre o piso elevado, deverá ser protegido com pranchas de madeira ou compensados com espessura mínima de 15 mm, a fim de distribuir a carga dinâmica e evitar danos, riscos ou sulcos no revestimento ou no próprio piso elevado.
As placas de piso elevado só podem ser sacadas ou recoladas na modulação mediante o uso de um ou dois sacas-placa especiais (ventosas) que agem por sucção, evitando assim danos como quebra do PVC (proteção do revestimento da placa). Não é permitido o uso de chave de fenda ou qualquer lâmina de aço para retirada ou recolocação de uma modulação do piso. Nos casos em que, devido ao ajuste das placas, houver dificuldades para recolocá-las na modulação do piso elevado, deverá ser usada dois saca-placa (ventosas), uma placa a ser recolocada e a outra na placa vizinha, fazendo que ambas, com as bordas em coincidência, desçam simultâneamente e uniformemente em ângulos, para a modulação se encaixar sem acavalamento.

3 - Limpezas Diárias (Pisos Melamínicos /Vinílicos ou Equivalentes)

  • Use vassoura de pêlo ou aspirador de pó.
  • Evite deixar cair/acumular poeira entre a placa de piso e a longarina, pois isto irá fatalmente provocar ruídos e/ou rangidos.
  • Utilize um pano macio e úmido para limpar a sujeira comum.
  • Nunca jogar água no piso, só usar pano úmido.
  • Nunca passe no piso elevado produtos abrasivos ou corrosivos como lã de aço, sapóleo, pedra pomes, sóda cáustica, ácido muriático, água sanitária, removedor, etc.
  • Nunca usar vernizes no piso elevado.
  • Utilize cera de polimento para retirar riscos de rodízio de cadeiras e solados de borracha somente em caso de extrema necessidade.
  • O enceramento inicial em revestimentos vinílicos (paviflex) é muito importante, pois protegem contra riscos e sujeira, criando uma camada protetora e facilitando a sua limpeza diária com vassoura de pelo.
  • Em alguns casos recomenda-se o enceramento em revestimentos melaminicos (formipiso) obtendo bons resultados.
  • Evite andar com resíduos de areia ou terra, limalhas de aço nos pés, pois funcionam como abrasivos.
  • Só use ocasionalmente solventes orgânicos (tais como querosene, aguaraz, varsol) quando houver necessidade de remoção de restos de tintas, lacas, vernizes, colas, traços de canetas esferográficas, lápis de cor, batom, etc.
  • Após a aplicação destes solventes orgânicos, os eventuais sombreamentos das superfícies podem ser removidos com pano úmido.
  • Para remover marcas de velas, restos de cera e parafina, utilizar meios mecânicos, tais como lâminas de cobre ou de alumínio, estiletes de madeira ou de PVC, com o cuidado de não arranhar a superfície. Visto que os diluentes acima descritos penetram pela linha de cola, evitar que este material se infiltre entre o PVC e a placa do revestimento, ocasionando descolamento.
  • Nunca utilize na limpeza do piso elevado, derivados de petróleo, gasolina, thinner, etc.